Sex. Set 25th, 2020

JQ Notícias

Jorge Quadros Comunicação e Marketing

Curtíssimas desta sexta-feira (24)

5 min read

FAKE

Infelizmente tem pessoas que não tem o mínimo de juízo e que, por isso, devem arcar com as penalidades da lei ao divulgarem notícias falsas sobre os serviços que estão sendo realizados, com tamanha dificuldade, pela administração municipal no que tange à distribuição de cestas básicas para a população.

CRAS

O objetivo destas pessoas é, na verdade, para roubar dados de quem acessa o link que está sendo divulgado na mensagem. O pior de tudo é que as pessoas, de forma ‘inocente’ acabam viralizando este tipo de mensagem prejudicando a si mesmo e aos outros. O CRAS não trabalha assim, disse Tânia Cristina, secretária de Assistência Social do município de Paragominas.

ESFORÇO

No fim do seu segundo mandato, o prefeito Paulo Tocantins (PSDB) jamais imaginaria que selava seu compromisso político com a cidade vivendo momentos de altíssima preocupação não apenas administrativa (economicamente falando) mas com a vida de todos, sem exceção.

TAREFA

Como tomar medidas tão antipáticas e ainda segurar o ímpeto daqueles que se sentem prejudicados economicamente? Como trabalhar no limiar da economia e da vida, tendo que decidir através de decretos o andamento do comércio, da educação, do isolamento social, do uso de máscaras, da diminuição da arrecadação municipal e ainda ter que coordenar os outros serviços das outras secretarias que neste momento quase não aparecem na mídia, pelo óbvio, já que a Saúde é o foco? Resposta rápida: serenidade!

FATO

O aumento do número de pessoas que estão infectadas com a Covid-19 em Paragominas só aumenta. E isso não é fake! A falta de testes e a demora no resultado dos exames estava atrasando as divulgações do boletim epidemiológico e isso dava uma sensação de que Paragominas estava ‘isenta’ dos casos que começam a aparecer agora e causa um certo impacto na população.

NOMES

O que acontece é que, antes eram apenas números. Agora estes números começaram a virar nomes. Os infectados são pessoas próximas, conhecidas e que, na maioria, tiveram contatos com muitas outras que provavelmente estejam também contaminadas.

MEDIDAS

Quando a secretaria de Saúde pedia que as pessoas permanecessem em casa, com exceção daqueles que trabalham em serviços essenciais, era justamente para que os hospitais fossem preparados para receber a demanda supostamente em grande número e não entrar em colapso. Mas não vimos isso. A falta de informações de uns e o descompromisso de outros ‘empurrou’ um monte de gente para as ruas até sem nenhuma proteção. Lamentável!

PRECONCEITO

Outra situação grave é o preconceito! Como residimos em uma cidade relativamente pequena, quase todas as pessoas se conhecem ou mantém, de certa forma, uma ligação de amizade. E quando se tem conhecimento de alguém que esteja com suspeita ou já confirmado com o vírus, o preconceito aparece. Em muita gente aflora o egoísmo e os comentários são os mais pejorativos possíveis, como se esta pessoa não estivesse também suscetível ao vírus. Preconceito neste momento é crime. Saibam disso!

PESQUISA

O trabalho de quem trabalha diretamente na área da Saúde em Paragominas tem que ser reconhecido à altura nestes dias difíceis. São esses profissionais que estão muito mais vulneráveis que o restante da população. Muitos estão sem ver seus familiares há bastante tempo porque tem contato direto com os pacientes ‘coronados’. Outros, que se esforçam ao máximo para fazer pesquisa e detectar com quem os infectados mantiveram contato antes de saber da confirmação do seu estado de saúde.

DIVULGAÇÃO

O trabalho da Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Paragominas também está fluindo muito bem nestes dias tensos. Texto leve e informação precisa dos serviços que estão sendo realizados pela prefeitura, amenizam o medo de muitas famílias paragominenses.

IMPRENSA

Infelizmente, algumas pessoas não estão entendendo que a imprensa local tem que dar a notícia, seja boa ou ruim. Digo isso de forma clara, porque, lamentavelmente, por questões meramente partidárias, alguns colegas estão sendo ‘achincalhados’, como se fossem donos das empresas de comunicação. São apenas meros funcionários que tem que seguir as ‘pautas’ determinadas pelos seus superiores. Ou faz ou é demitido. E aí? Quem tem funcionários tem suas regras. Ou esta regra só vale para os funcionários das outras empresas e não para a sua?

REGIONAL

Quando, há alguns anos, testemunhávamos a vinda do Hospital Regional para Paragominas e do esforço conjunto do então Prefeito Adnan Demachki e de muitos outros, jamais imaginaríamos o quanto seria útil num futuro não muito distante. O futuro chegou e hoje este hospital tem sido uma luz no fim do túnel para todas as famílias de Paragominas e do Estado para o atendimento aos infectados pelo Coronavírus. Não nos esqueçamos disso!

HOSPITAL

Quando falaram da instalação de um Hospital de Campanha em Paragominas, muita gente questionou. Mas eu disse que estavam esquecendo que nós temos grandes empresas e que empregam centenas de funcionários. Muitos destes funcionários viajam para outros municípios. Temos Faculdades e Universidades com alunos e professores que residem fora de Paragominas e tem a nossa população que não ‘sossega’ em casa. Será muito bem vindo!

LUTO

O falecimento daCláudia,  funcionária da Prefeitura de Paragominas, me deixou meio tonto. Casada, esposa e mãe exemplar, dedicou sua vida à função pública e à família. A conheci ainda muito jovem, assim que chegamos em Paragominas. Que Deus a tenha e que abençoe seus familiares neste momento de muita dor e de saudades.

DESPEDIDA

Também faleceu hoje o amigo Nonato que era dono de um bar muito visitado no bairro Cidade Nova, ao lado da antiga Estância Paragominas. Amigos do Nonato estão surpresos e a informação era de que estava muito debilitado e com suspeita de infecção pelo Coronavírus. Mas o resultado oficial ainda não saiu. Vamos aguardar! Outros frequentadores estão preocupadíssimos porque estiveram com ele na última semana, inclusive bebendo e jogando cartas, como era de costume no círculo de amigos. Informações chegam de que um dos ‘visitantes’ do bar do Nonato viajou e está com sintomas também ainda em viagem. Não teve nem condições de chegar à sua cidade natal, já foi hospitalizado.

DESINFECÇÃO

Hoje as equipes de trabalho estão redobrando os esforços para desinfectar a UPA e o Hospital Regional. A situação começou a ficar complicada. Lembram quando eu dizia que as pessoas estavam tratando Paragominas como uma bolha? Como se todos estivéssemos livres do vírus? Era justamente para chamar a atenção para o perigo e que nos cuidássemos. Ainda assim, tem gente que não acredita. Fiquem com Deus e se cuidem!

Jorge Quadros
Jornalista DRT 2138

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Copyright © All rights reserved. | JQ Notícias by Jorge Quadros Comunicação e Marketing.