Sex. Out 23rd, 2020

JQ Notícias

Jorge Quadros Comunicação e Marketing

Curtíssimas do Jorge Quadros desta terça-feira (02)

4 min read

QUESTIONAMENTO

Muitos eleitores paragominenses começam a questionar, aliás, não é de hoje, aonde estão os pré-candidatos à prefeito que deram uma ‘sumidona’ nos últimos dias. Nem ao menos nas redes sociais conseguem dizer algo que possa mostrar que estão na ativa e que pretendem realmente ser gestores do município.

GOVERNO

Há poucos meses das eleições, embora o período não seja muito propício devido ao Coronavírus, os pré-candidatos não querem se expor de forma alguma. Reclusos em suas empresas ou residências, esses políticos correm o risco de terem seus nomes execrados nas redes sociais muito em breve.

ENQUANTO

Bom que se diga que, se as redes sociais já estavam na mira dos eleitores para analisarem seus candidatos antes mesmo da Pandemia, agora a coisa apressou de tal forma que quase tudo deve ser definido pela internet. A saída será mesmo o Marketing Digital para angariar votos. Como chegar aos eleitores é que são elas! Enquanto isso, quem sabe os caminhos das pedras já está bem adiantado.

CAMPANHA

Como fazer campanha em tempo de isolamento social? Apesar do período de campanha não ter iniciado ainda, os pré-candidatos neófitos tem um espaço muito curto para se tornarem conhecidos. E os antigos, tem espaço de tempo curto para dizerem o que realmente fizeram ao ocupar seus cargos há quatro ou mais anos.

VOLTANDO

Segundo estimativa de quem conhece de estatística é bem possível que a metade dos que estão em seus mandatos na Câmara de Vereadores retornem. Essa margem se dá exatamente porque, no cargo, serão mais lembrados que os que tentam um mandato pela primeira vez.

SORORIDADE

O termo é novo para muita gente. Mas vou explicar: Sororidade é a união e aliança entre mulheres, baseado na empatia e companheirismo, em busca de alcançar objetivos em comum. O conceito da sororidade está fortemente presente no feminismo, sendo definido como um aspecto de dimensão ética, política e prática deste movimento de igualdade entre os gêneros.

UNIDAS

A ideia que me surgiu neste momento é a seguinte: Por que ao invés de três mulheres estarem disputando a empatia dos eleitores dizendo que estão se propondo a ser pré-candidata a vice-prefeita do empresário Sidney Rosa, por quê não se unem e lançam uma chapa feminina? O jogo é simples, duas na chapa majoritária e uma para a Câmara Municipal.

NOVIDADE

O que soou bem aos ouvidos de uma parte do eleitorado foi o nome da advogada Maxiele Scaramussa. Tá aí um nome novo e que conhece muito bem a cidade de Paragominas. Aliás, escreveu até um bom livro sobre a cidade que teve um lançamento bastante concorrido e apoiado, justamente, pelo prefeito Paulinho Tocantins.

MAS…

Quem diria que um dia veríamos advogadas de renome em nosso município utilizarem as redes sociais para externarem seus pensamentos individuais. A situação é grave e, diria um outro advogado amigo deste colunista, digno de uma reunião de emergência no Conselho de Ética da OAB-Subseção de Paragominas.

VAZOU

As acusações e defesas, com direito à réplica e tréplica ganharam o tribunal do Facebook e os comentários continuam aumentando entre as duas conhecidas advogadas que defendem posicionamentos políticos externados publicamente para a leitura estupefata de milhares de internautas que continuam incrédulos com a ‘lavagem de roupa suja’ que vazou pela torneira das redes sociais. Claro que, devidamente ‘printada’ por este colunista.

UNIÃO?

Partindo da leitura dos textos publicados em rede social, esqueçam o que eu falei acima sobre ‘sororidade’. Na teoria tudo é muito bonito, mas na prática, as coisas mudam de figura.

CARTAS

As cartas estão lançadas. Por enquanto, Sidney Rosa, Colares e Dr. Lucídio são os nomes que mais se destacam como pré-candidatos. Alguns outros tentam cogitar grupos e líderes comunitários. Mas estão malhando em ‘ferro frio’ pois lhes faltam base eleitoral.

CORONA

Dados oficiais da Secretaria Municipal de Saúde apontam 704 casos confirmados de Coronavírus em Paragominas. A pergunta é: Esses números são reais? A resposta é: -Não! Muitas pessoas fizeram exames em laboratórios particulares e a sems não foi informada. Pessoas estão infectadas pelo vírus e estão em casa sem nunca terem recebido uma notificação sequer. Enfim!

MORTES

Outro dado que diverge de muitos outros municípios é: o número de óbitos chega a 49 enquanto o número de infectados é de 740. Em alguns outros municípios o número de contaminados é extremamente superior enquanto o número de óbitos é bem menor. Por que será? Qual a explicação científica pra isso em Paragominas? O espaço para este questionamento está aberto nesta coluna.

Jorge Quadros
Jornalista DRT 2138

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Copyright © All rights reserved. | JQ Notícias by Jorge Quadros Comunicação e Marketing.